5582697802

Historia

Bonnie Lynn Raitt (8/11/1949), uma cantora, compositora e guitarrista de blues dos EUA. Durante os anos 1970, lançou vários albuns de grande repercursão com influencias de blues, rock, folk e country. Na década de 1990, teve um grande sucesso com o álbum "Nick of Time", após anos de pouco sucesso comercial. Os dois álbuns seguintes ("Luck of the Draw" e "Longing in Their Hearts”) também foram aclamados pelo publico, vendendo milhões gerando vários singles de sucesso, incluindo "Something to Talk About", "Up Amor Sneakin 'on You", e "I Can 't Make You Love Me "(com Bruce Hornsby no piano). Raitt recebeu dez prêmios Grammy. Ela é listada como número 50 na lista da Rolling Stone dos maiores cantores de todos os tempos e número 89 em sua lista dos 100 Maiores Guitarristas. Raitt é filha do ator Broadway John Raitt e sua primeira esposa, a pianista Marjorie Haydock. Iniciou no universo musical ainda criança e  ganhou notoriedade por seu estilo de tocar slide na guitarrra. Apos se formar na Oakwood Friends School, em Poughkeepsie, Nova York, em 1967 Raitt entrou no Radcliffe College com especialização em relações sociais e estudos africanos, nesse periodo se tornou amiga do blusman Dick Waterman e durante seu segundo ano de faculdade mudou-se para a Filadélfia com Waterman e uma série de músicos locais. Raitt diz que foi uma "oportunidade que mudou tudo". No outono de 1970, durante uma abertura para Mississippi Fred McDowell no Gaslight Cafe, em Nova York, ela foi vista por um repórter da Newsweek Magazine, que começou a elogiar  sua performance, isso chamou a atenção para grandes gravadoras que  logo foram assistir seus shows para vê-la tocar. Como resultado disso, fechou contrato com a Warner Bros, que logo lançou seu álbum de estréia: Bonnie Raitt, em 1971. O álbum foi bem recebido pelas criticas, muitas das quais elogiaram suas habilidades como intérprete, guitarrista e com o slide, na época poucas mulheres na música popular se sobressaiam como guitarristas. Embora admirada por aqueles que viram o seu desempenho, e respeitado por seus pares, Raitt ganhou pouco reconhecimento do público por seu trabalho. Continuou a chamar a atenção da crítica, mas as vendas permaneceram modestas. Seu segundo álbum, Give It Up, foi lançado em 1972 e  embora muitos críticos ainda o consideram como seu melhor trabalho, não rendeu muito financeiramente. Em 1973 o album Takin 'My Time também foi recebido com aclamação da crítica, mas esses avisos não foram combinados pelas vendas. Raitt experimentava com diferentes produtores e estilos e começou a adotar um som mais mainstream, lançando em  1975 o album Home Plate. Em 1976, fez uma aparição no álbum homônimo de Warren Zevon com seu amigo de Jackson Browne e Lindsey Buckingham e Stevie Nicks (Fleetwood Mac). Em 1977 o album Sweet Forgiveness finalmente deu a Raitt seu primeiro sucesso comercial quando rendeu um single de sucesso com  "Runaway". Um misto de  ritmo pesado e blues com baseado em um groove de Al Green, a versão de Raitt de "Runaway" foi abominada por muitos críticos, no entanto, o sucesso comercial da canção provocou uma guerra de lances pelo contrato de Raitt entre Warner Bros e Columbia Records. "Havia uma grande guerra entre a Columbia  e a Warner acontecendo no momento", lembrou Raitt em uma entrevista de 1990. "James Taylor tinha acabado de sair da Warner Bros e fez um grande álbum para a Columbia ... E depois, a Warner assinou Paul Simon, e eles não quereiam que eu tivesse um disco de sucesso para a Columbia - não importando o custo do contrato”. Warner Brothers estava com muitas expectativas para o próximo álbum de Raitt, The Glow (1979), mas as criticas foram pobres, bem como as vendas modestas. Raitt teria mais um sucesso comercial em 1979, quando ela ajudou a organizar os cinco concertos do Musicians United for Safe Energy  (MUSE) no Madison Square Garden, em Nova York. A mostra gerou o 3 discos de ouro, bem como um longa-metragem da Warner Brothers: No Nukes. Os shows contaram com Jackson Browne, Graham Nash, John Hall, e Raitt, bem como Bruce Springsteen, Tom Petty e os Heartbreakers, The Doobie Brothers, Carly Simon, James Taylor, Gil Scott-Heron, e muitos outros. Seu próximo album, em 1982, Green Light, Raitt fez uma tentativa de revisitar o som de seus discos anteriores. No entanto, para sua surpresa, muitos de seus colegas e da mídia compararam seu trabalho ao movimento New Wave, em expansão no mesmo período. O álbum recebeu fortes elogios, mas suas vendas novamente não foram boass e isso teria um impacto grave sobre a sua relação com a Warner Brothers, que rompeu seu contrato em 1983, durante a gravação do album Tongue & Groove, período em que Raitt também enfrentava uma luta contra o alcool e as drogas. Apesar de seus problemas pessoais e profissionais, Raitt continuou a fazer turnês e participar de ativismo político. Em 1985, ela participou do vídeo "Sun City", um trabalho  anti-apartheid escrito e produzido pelo guitarrista Steven Van Zandt. Também participou do Farm Aid e dos concertos do  Amnesty Internationa, em 1987 foi para Moscou e participou do primeiro Soviet/American Peace Concert, transmitido pela rede de televisão Showtime. Dois anos depois de deixar-la de sua gravadora, a Warner Brothers informou Raitt de seus planos para lançar o album Tongue & Groove, seguido do Nine Lives em 1986, uma decepção crítica e comercial, Nine Lives seria a última gravação de Raitt para a Warner Brothers. No final de 1987, Raitt juntou com K.D. Lang e Jennifer Warnes como baking vocal de Roy Orbison para um especial de televisão: Roy Orbison and Friends - A Black and White Night.. Após esta transmissão que foi  altamente aclamada pela midia, Raitt começou a trabalhar em um novo material mas ainda  estava sem produtor ou gravadora. Foi quando Raitt tinha conheceu Don Was da Capitol Records através de Hal Wilner, que os apresentou durante a gravação de Stay Awake, um álbum tributo as muscias da Disney para A & M. Was e Wilner queriam que  Raitt cantasse em um nvoo arranjo criado para "Baby Mine", a canção de ninar de Dumbo. Raitt ficou muito satisfeita com as sessões, e ela pediu para Was produzir seu próximo álbum. Após quase 20 anos, Bonnie Raitt finalmente alcançou sucesso comercial com seu décimo álbum: Nick of Time. Lançado na primavera de 1989, Nick of Time entrou no topo das paradas dos EUA.. Este álbum foi eleito o número 230 na lista da revista Rolling Stone dos 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos, ela considerou que a décima tentativa foi seu “primeiro álbum sóbrio". Esse album rendeu varios premios Grammy e ao mesmo tempo, ela recebeu mais um prêmio Grammy por seu dueto "In the Mood", com John Lee Hooker em seu álbum The Healer. Nick of Time também foi a primeira de muitas de suas gravações para caracterizar a seção rítmica de longa data de Ricky Fataar e James "Hutch" Hutchinson (Embora anteriormente Fataar havia tocado no Green Light e Hutchinson tinha trabalhado em Nine Lives). Até o momento Nick of Time já vendeu mais de seis milhões de cópias apenas nos EUA. Em 1991 ela foi premiada com mais três Grammy´s por seu álbum de 1991: Luck of the Draw, que vendeu cerca de 8 milhões de cópias nos Estados Unidos. Três anos depois, em 1994, acrescentou mais dois Grammys a sua coleção, com o álbum:  Longing In Their Heart.. A parceria de Raitt com que Was amigavelmente chegou ao fim em 1995 com o lançamento do album ao vivo:  Road Tested. Para seu próximo álbum de estúdio elacontratou Mitchell Froom e Tchad Blake como seus produtores. "Eu amei trabalhar com Don Was, mas eu queria dar a mim e aos meus fãs algo diferente",  o resultado dessa parceria foi o album Fundamental de 1998 Em março de 2000, ela  entrou para o Hall of Fame em Cleveland, Ohio.   E em 2002 lançou o album Silver Lining  seguido em 2005 pelo Souls Alike. Em fevereiro de 2012, Raitt realizou um dueto com Alicia Keys no Grammy Awards homenageando Etta James. Também em 2012, ela lançou seu primeiro álbum de estúdio desde 2005: Slipstream. O álbum foi descrito como "um dos melhores de sua carreira de 40 anos" pela revista norte americana Songwriter. Em setembro de 2012, foi destaque em uma campanha chamada "30 Songs / 30 Days" em apoio ao Half the Sky: Turning Oppression into Opportunity for Women Worldwide, um projeto de mídia multi-plataforma inspirado por uma idéia descrita em um livro de Nicholas Kristof e Sheryl WuDunn. Em 2013, ela apareceu no álbum de Foy Vance - Joy Of Nothing. 

Ativismo Politico. O envolvimento político do Raitt remonta ao início dos anos setenta e em seu site ela incentiva os fãs para saber mais sobre preservação do meio ambiente. Seu álbum de 1972-  "Give it up" - foi dedicado ao povo do Vietnã do Norte, com uma mensagem impressa na contra capa. Foi uma das fundadoras do  Musicians United for Safe Energy, em 1979, um catalisador para o movimento anti-nuclear, se envolveu com grupos como a Aliança Abalone e Aliança para a Sobrevivência. Em 2002, Raitt entrou para o Little Kids Rock, uma organização sem fins lucrativos que fornece instrumentos musicais livres e aulas gratuitas para crianças em escolas públicas em todo o EUA Ela já visitou crianças no programa e participa ativamente do conselho de administração da organização como membro honorário. 

Curiosidades

Em 2008, Raitt doou uma música para o CD Aid Still Required para ajudar com os esforços de socorro no sudeste da Ásia (ativos desde o tsunami de 2004). Raitt também trabalhou com Reverb, uma organização ambiental sem fins lucrativos, fez parte do grupo No Nukes, que é contra a expansão da energia nuclear. Em 2007, No Nukes gravou um videoclipe de uma nova versão da música For What It's Worth -  Buffalo Springfield.

Integrantes

Bonnie Lynn Raitt

Discografia

1971: Bonnie Raitt - Link

1972: Live In The Rainbow Room Philadelphia - Link

1972: Give It Up - Link

1973: Takin' My Time - Link

1974: Streetlights - Link

1975: Home Plate - Link

1977: Sweet Forgiveness - Link

1979: The Glow - Link

1982: Green Light - Link

1986: Nine Lives - Link

1989: Nick of Time - Link

1991: Luck of the Draw - Link

1994: Longing in Their Hearts - Link

1998: Fundamental - Link

2002: Silver Lining - Link

2003: The Best Of - Link

2005: Souls Alike - Link

2006: Bonnie Raitt & Friends - Link

2012: Slipstream - Link

2013: What About Love - Link

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              Vídeos

                                                                                                                         

 
 
 
 
 

SIGA nossas redes

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram

© 2018-2019 | GeraRock® - Todos os direitos reservados