5582697802

Historia

Kiss é uma banda de Hard Rock/Heavy Metal dos Estados Unidos da América, formada em Nova York em 1973. Conhecida mundialmente por suas maquiagens, e por seus concertos muito elaborados e até exagerados que incluem guitarras esfumaçantes, cuspir fogo e sangue, pirotecnias e muito mais. As vendas da banda excedem os 100 milhões no mundo inteiro. Constitui um dos maiores impactos culturais da década de 1970, valendo-se de roupas, e sobretudo, maquiagens nunca antes vistos, e que marcariam a história da música. Seus dois fundadores são Gene Simmons (Baixo e Vocal) e Paul Stanley (Guitarra Rítmica e Vocal), que ficaram frustrados com o fim de uma banda que formaram, chamada Wicked Lester, assim, decidindo procurar novos integrantes para uma nova banda, encontraram tais integrantes através de anúncio de jornal, Ace Frehley (Guitarra Solo e Vocal) e, pela revista Rolling Stone, Peter Criss (Bateria e Vocal).

Primeiros Anos

Depois do fim do grupo Wicked Lester, Paul Stanley e Gene Simmons decidiramm criar uma nova banda para ser um super grupo e para isso colocaram anúncios e em jornais e revistas para achar novos músicos. A um destes anúncios respondeu o baterista Peter Criss para fazer o teste como o rapaz estava bem vestido, e pergunta: “Se num show a gente lhe pedir para ir fantasiado de mulher, você vai?”, com uma resposta afirmativa ele entra na banda. E precisavam de mais um integrante e para a banda. no dia do teste aparece um rapaz que chega cortando fila, e vestido de forma estranha, com um tênis de cada cor, calça rasgada. Gene até achou que era um mendigo não fosse ele estar segurando uma guitarra. E o alertaram que ele não podia cortar fila e ele se dirigiu ao final da fila, mas quando chegou a sua vez, ele impressionou a todos e assegurou um lugar na banda seu nome era Ace Frehley. Faltava um nome, escolheram o nome inspirado num concurso de Nova Iorque, Kiss. E se inspiraram na banda New York Dolls e no rock-horror show de Alice Cooper para definir a atitude e figurino da banda. A maquiagem foi definida se baseando em elementos referentes a verdadeira personalidade de cada um. Gene Simmons adora filme de terror e assumiu uma maquiagem que o deixaria com cara de mal. Paul pintou uma estrela em seu olho direito pois sonhava em ser um astro do rock. Ace concebeu sua maquiagem baseada no espaço sideral e numa estética futurista por ser uma pessoa “aérea” e dispersa. Por adorar felinos, Peter adotou uma imagem de homem-gato, acredita ainda que tenha sido um gato em outras encarnações. Eles assumiram essa personalidade como sendo essencial para o sucesso do grupo, escondendo assim por anos a fio a verdadeira identidade de seus músicos. Para definir o figurino da banda, mesclaram elementos de super-heróis em quadrinhos com personagens do teatro japonês. Usando botas com saltos enormes que davam um ar de super heróis titânicos ao grupo e se tornariam então: “The Starchild” (Paul Stanley), “The Demon” (Gene Simmons), “Space Man” (Ace Frehley) e “The Catman” (Peter Criss). Uma coisa que se tornou um ícone da banda é a língua de Gene Simmons e para os shows efeitos especiais sonoros, de luzes e fumaça aliados a velas acesas e um imenso letreiro luminoso contendo o logótipo da banda. Em 1973, na cidade de Nova Iorque aconteceria o primeiro show de grande porte do Kiss. Para tanto, eles contrataram a popular banda Brats para abrir o show e mandaram convites a imprensa em nome do Kiss e como já não bastasse, mesmo endividados até o último fio de cabelo, alugaram uma limusine para chegar ao local do show em grande estilo. Tudo isso para tentar passar ao público e a imprensa a imagem de que o Kiss já era uma banda famosa. Continuaram fazendo concertos pelas noites de Nova Iorque, tocando músicas próprias, quando em 1973 foram descobertos por Bil Aucoin e no mesmo ano assinaram contrato com a recém-inaugurada Casablanca Records. Em 1974 lançaram seu primeiro álbum intitulado apenas Kiss com um toque de humor, sensualidade e provocação caracterizam a maioria das faixas do disco. Recheado de clássicos, que a banda tocou por toda a carreira. Para promover o disco, a gravadora realiza um concurso inspirado no mesmo que deu nome a banda. Ao som de “Kissin´ Time“, um dos temas do disco, premiariam o casal que permanecesse mais tempo se beijando. O primeiro disco não chegou a ser um sucesso, assim como o segundo mais esta já obteve mais aceitação por parte do público, Hotter Than Hell, lançado no mesmo ano uma disco mais pesado com uma sonoridade mais agressiva. Na contra-capa surge uma foto de Paul Stanley fazendo sexo ao luar com uma prostituta, outra de Peter Criss também realizando a mesma ação e de Gene Simmons com uma taça de vinho, inferindo um banquete. Durante os shows várias características ficariam marcadas, como as danças sensuais, pulos balançar dos longos cabelos. O Kiss era uma banda destinada apenas em divertir as pessoas, falavam de amor, sexo, festa e rock’n roll em suas músicas mas mesmo assim adotariam atitudes que serviam de contestação como quebrar instrumentos e balançar a cabeça, coisas já feitas por outras artistas. Mas a banda também criou atitudes que se tornaram as mais esperadas durante os shows. Além de movimentar vorazmente a sua língua para provocar o público, Gene Simmons praticaria números de cospe-fogo e cospe-sangue e voa no meio dos shows. Para o cospe-fogo Gene Simmons, com querosene na boca, pega uma tocha em forma de espada formando uma enorme chama. E para o cospe-sangue lentamente pequenas gotas de sangue começam a escorrer pelo canto da boca, até se transformar em um jorro abundante. Como trilha sonora para esta atitude, Gene toca seu baixo, utilizando efeitos de eco e distorção, além do som de correntes sendo arrastadas e de vento, o que cria uma atmosfera tensa. E além destes a banda também usa varias outros números como a guitarra de Ace Frehley que no meio do solo começa a soltar fumaça e vários rojões e depois começa a voar. A bateria também voa nos shows. A partir de Hotter Than Hell Tour, uma mensagem acompanha todos os shows da banda. Sempre ao início de cada apresentação, um mestre de cerimônias berra a seguinte frase: “You Wanted the Best and You Got the Best. The Hottest Band in the World, Kiss!” – , traduzindo: “Vocês querem o melhor e vocês terão o melhor, a banda mais quente do mundo, Kiss“. Esta repetição constante de mensagem tornou-se emblemática na carreira da banda. Em fevereiro de 1975, lançaram Dressed To Kill, disco que continha composições da época do Wicked Lester (”Love Her All I Can” e “She“), e foi neste disco que gravaram o clássico “Rock And Roll All Nite“. Dressed to Kill é mais um álbum em que a capa se tornou curiosa. Na foto aparecem os integrantes, devidamente maquiados, vestidos de terno e ainda pode notar-se que o terno de Gene Simmons é mais curto do que deveria ser, isso ocorreu porque a roupa que Gene vestia era do próprio dono da Casablanca Records. Isso devido ao fato de que mesmo diante de toda a produção, a banda ainda não tinha dinheiro suficiente para viver. Todos os demais ternos utilizados na foto foram emprestados por amigos ou parentes. Era o começo do estrelato de uma das maiores bandas dos anos 70’s.

Sucesso

Aproveitando o momento de sucesso em 1975 lançaram Alive!, primeiro álbum da banda a obter Disco de Ouro. Kiss foi uma das primeiras bandas a lançar um álbum duplo gravado ao vivo. Alive! foi um marco para a indústria fonográfica e para a banda que anos depois lançou Alive II; em 1993, o Alive III; e em 2003, o Symphony: Alive IV, em um concerto que ocorreu junto com a Orquestra Sinfônica de Melbourne. Mas nenhum deles superou o enorme sucesso que foi o Alive!. Com o sucesso estrondoso de Alive! o Kiss entrou em estúdio para gravar um novo álbum, e em 1976 lançaram Destroyer, outro grande sucesso (a essa altura os 3 primeiros discos já haviam se tornado sucessos). A capa de Destroyer apresenta paradigmas típicos de revista em quadrinhos, retratando, através de uma ilustração, a imagem da banda como super-heróis que invadem Nova York ao cair da noite. Com Destroyer vem mais hits como “Detroit Rock City“, “God Of Thunder” e a balada “Beth” composta por Peter Criss, um dos grandes sucessos do Kiss até hoje. O disco foi produzido por Bob Ezrin. A partir dai o Kiss ficou conhecido mundialmente, como Europa e principalmente Japão, com o susseco no Japão a gravadora lança um box The Originals. Com o sucesso o Kiss começa a aparecer freqüentemente nas TV americanas e vai criando uma legião de fãs apaixonados pela banda. Nesta fase, surge o empresário Bill Aucoin, renomado profissional que passa a controlar os negócios do Kiss, desde posters até camisinhas. Funda-se o Kiss Army, exército de fanáticos em todo o mundo que são comandados pela própria banda. No segundo semestre do mesmo ano lançaram Rock And Roll Over com hits como “Hard Luck Woman” e “I Want You“. Com a Rock And Roll Over Tour, o Kiss vai pela primeira vez para o Japão, país onde seriam idolatrados. É um ano calmo para a banda, que, a esta altura já está incluída na categoria de super-grupo, devido a magnitude de seus shows. Em 1977 lançaram Love Gun. Neste álbum Ace canta pela primeira vez. A música é “Shock Me“. A capa do disco é novamente referência a personagens de quadrinhos, no desenho estão os quatro integrantes da banda como super-heróis, sendo adorados por um séquito de mulheres devidamente maquiadas. Em um dos concertos desta turnê, Gene Simmons mais uma vez queima o cabelo. No mesmo ano lançaram Alive II, mais um ao vivo, só que este possui no lado B do segundo disco com 4 músicas inéditas. Ace só gravou a guitarra uma dessas músicas, “Rocket Ride“, que ele mesmo canta. As outras, quem gravou foi Bob Kulick, amigo pessoal da banda. Foi pedido a Bob Kulick que tocasse de forma similar a Ace, para que o som não soasse diferente. Nessa época já haviam muitos produtos do Kiss. A Marvel Comics lançou uma revista em quadrinhos do Kiss onde a tinta vermelha usada para fazer a revista tinha o sangue de cada um dos membros do grupo. A turnê do Kiss começava a ganhar ares de monstruosa. Envolvia cerca de 50 pessoas na equipe, dentre elas havia um “batedor”, cuja função era providenciar hotel, limusines e alimentação especial para cada um dos integrantes (Paul Stanley exigia comida japonesa, Ace preferia pratos vegetarianos, etc); um chefe de segurança; um produtor responsável pela movimentação da equipe e do equipamento; um manager de palco; um figurinista, responsável também pela maquiagem; um técnico em efeitos especiais; um técnico para guitarra, outro para baixo e um para bateria; três carpinteiros; um motorista; um tesoureiro e um produtor geral, responsável por toda a equipe. A parafernália usada nos shows não deixava por menos, eram: 16 toneladas de equipamento pessoal; 24 toneladas de som; 17 toneladas de luz; 18 toneladas de cenário. Tudo isso obviamente não ficava barato, e a produção se tornava milionária. Com o som e a iluminação eram gastos um milhão de dólares e só o custo do cenário estava avaliado em cerca de 1.100.000 dólares. Eram necessárias 24 horas de trabalho intenso para montar toda a estrutura do show. Tudo ficava pré-estabelecido nos contratos, desde a dimensão do local escolhido para a apresentação até caracterizações detalhadas sobre os camarins. E de escasso, o dinheiro passou a ser farto, nessa época a banda também já possuía seu próprio avião, chamado Of Course. Desde 1975 até 1980, o grupo Kiss já havia percorrido cerca de 3.000.000 km. Em 1978 são lançadas duas coletâneas Double Platinum e no Japão sai o box The Originals II. E a banda alcança seu auge, dá um tempos no concertos e cada integrante decide lançar um álbum solo (mas ainda com a assinatura da banda), o que mostrava que o ambiente não era dos melhores e a vaidade de cada um falava mais alto na época. Esse foi o começo da saída de Peter Criss e Ace Frehley. Neste período, a banda começa a associar a sua imagem em quase tudo, o que fazia que ficassem cada vez mais populares e arrecadassem mais dinheiro. No mesmo ano, a banda é convidada a realizar um filme, com o propósito de serem transformados em super-heróis. Kiss Meets The Phantom Of The Park, tem o roteiro baseado em mostrar os quatro heróis travando uma luta contra um vilão de um parque de diversões que criou bonecos iguais a eles para fazerem o mal.

Curiosidades

O Kiss usou as maquiagens entre 1973 e 1983 e somente voltou a usar na Reunion Tour em 1996. Após a primeira saída de Peter Criss e Ace Frehley, na década de 1980, os novos membros (Eric Carr e Vinnie Vincent) usaram suas próprias maquiagens. Porém, quando a banda retornou com a Reunion Tour, Peter Criss e Ace Frehley voltaram com suas maquiagens originais e, mesmo após nova saída de ambos, os novos membros Eric Singer e Tommy Thayer deram continuidade as maquiagens da formação original.

Integrantes

Gene Simmons (Vocais, Baixo, Desde)
Paul Stanley (Vocais, Guitarra Rítmica, Desde)
Eric Singer (Bateria, Percussão, Vocais, 1991-1996, 2001-2002, Desde 2004)
Tommy Thayer (Guitarra Solo, Vocais, Desde 2002)
 

Ex-Integrantes


Peter Criss (Bateria, Percussão, Vocais,1973–1980, 1996-2001, 2002-2004)
Ace Frehley (Guitarra Solo, Vocais, 1973-1982, 1996-2002)
Eric Carr (Bateria, Percussão, Vocais, 1980-1991)
Vinnie Vincent (Guitarra Solo, Vocais, 1982-1984)
Mark St. John (Guitarra Solo, 1984)
Bruce Kulick (Guitarra Solo, Vocais, 1984-1996, Teclados, Piano, 1987-1992)

Discografia


1974 Kiss - Link

1974 Hotter than Hell - Link
1975 Dressed to Kill - Link
1976 Destroyer - Link
Rock and Roll Over 1976 - Link
1977 Love Gun - Link
1979 Dynasty - Link
1980 Unmasked - Link
1981 Music from "The Elder" - Link

1982 Killers (1982) - Link

1982 Creatures of the Night - Link

1983 Lick It Up - Link
1984 Animalize - Link
1985 Asylum - Link
1987 Crazy Nights - Link

1988 Smashes, Thrashes & Hits - Link

1989 Hot in the Shade - Link
1992 Revenge - Link

1994 Kiss My Ass - Link

1997 Carnival of Souls: The Final Sessions - Link
1998 Psycho Circus - Link

1998 Chikara - Link

2008 Jigoku Retsuden - Link

2009 Sonic Boom - Link

2010 Epicenter, California - Link

2012 Monster - Link

Solo

1978 Paul Stanley - Link
Ace Frehley 1978 - Link
Gene Simmons 1978 - Link
Peter Criss 1978 - Link

Álbuns ao vivo

 

1975 Alive! - Link
1977 Alive II - Link
1993 Alive III - Link
1996 Kiss Unplugged - Link
You Wanted the Best, You Got the Best!! 1996 - Link
2003 Kiss Symphony: Alive IV - Link

2005 Alive! The Millennium Concert - Link
Best Of Alive 35 (Bootleg 2009) - Link

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              Vídeos

                                                                                                                         

 
 
 
 
 

SIGA nossas redes

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram

© 2018-2019 | GeraRock® - Todos os direitos reservados