Historia

No ano de 1989, Rinaldo Zupelli e Theo Lima, dois guitarrista e amigos decidem montar uma banda pela afinidade que tem na música. Theo que havia tocado nas bandas Infectus e Mirage, estava sem banda há algum tempo. Já Rinaldo Zupelli tocava na banda I.N.R.I., cujo som era mais setentista. A nova banda começa formando-se aos poucos, sendo o primeiros membros a serem recrutados o baterista Fábio e o vocalista Stan. Após algum tempo de procura o baixista Bleno Jr se junta à nova banda. O nome dado a banda é ARENA. Nome que os membros gostavam por não determinar um único tema para as músicas. Porém a banda se depara com seu primeiro problema. Devido à grande quantidade de bandas que usavam o nome ARENA, de diversos estilos e objetivos, seus integrantes decidem abandoná-lo e a banda passa a se chamar PORTRAIT, que também expressava a ideia do grupo de não ficar preso a um tema pré-definido. Em 1990 com a formação completa e com algumas músicas prontas, a banda entra em estúdio para gravar sua primeira Demo tape intitulada “First Art”, contendo quatro músicas e fazendo com que a banda se apresentasse várias vezes pela cidade de São Paulo divulgando seu trabalho. Em 1991 o baixista Bleno Jr deixa a banda e, meses depois, o mesmo acontece ao baterista Fábio. Neste momento o foco dos integrantes é recompor o Portrait, e numa reunião para um show a se realizar o Marcelo Rocha, baterista da banda Caustic Twilight, oferece seu serviços ao Portrait, o que é aceito de pronto. Sem baixista o Portrait realiza show com o amigo Ed, Darhma, sendo um membro provisório da banda. Após algum tempo de busca Adriano Gandolfi é recrutado como o novo baixista. Com a nova formação, gravam sua segunda demo-tape "To Remember Someday". Um trabalho mais elaborado que o anterior e produzido com mais recursos de gravação e mixagem. Apesar de ter apenas três músicas, todas as cópias desta Demo tape foram vendidas em um prazo de um ano. Fato que foi considerado um ótimo resultado para a banda.

Em 1996, prestes a entrarem em estúdio para realizar um novo trabalho, o vocalista Stan resolve deixar a banda. Sua saída foi difícil, mas a banda superou e iniciou testes para um substituto. Após alguns meses o posto foi assumido pelo excelente vocalista Marcelo Moss. Pouco tempo depois a banda passa a ter um tecladista fixo, sendo Ronaldo “Bodão” o novo membro. Banda refeita, o Portrait inicia a produção de um novo trabalho, porém algumas dificuldades impediram seu lançamento que estava programado para meados de 1997. Em 1997 a banda conseguiu algo muito importante para quem quer trabalhar no cenário do Heavy Metal Brasileiro. Abrir o show do Gamma Ray, banda de Kai Hansen, ex-membro do Helloween, em São Paulo. O show foi realizado em 12 de julho de 1997 e foi uma grande experiência para os músicos. Ainda em 1997 a banda faz a abertura do Show da banda de Paul Di´Anno na cidade de Sorocaba. No início de 1998 dois acontecimentos importantes ocorreram com o Portrait. O primeiro, altamente negativo, foi a saída de Adriano Gandolfi, e o segundo, positivo, foi o lançamento de seu CD Demo chamado Voices, contendo 4 músicas: “Voices”, “Shadows and Doubts”, “The Real Way of Life” e “Moscow”. Para o lugar de Adriano, Emerson Barcos foi convocado completando novamente a formação. Os anos seguintes foram atribulados para a banda. Houve as saídas de Theo, membro fundador, no meio do ano de 1999, Marcelo Moss e Ronaldo Bodão no início de 2000 e Rinaldo Zupelli no final de 2000. A banda, no entanto continuou trabalhando com outros membros, mas finalizou seus trabalhos em 2002. Em meados de 2003 a banda retorna com sua última formação a conferir: Marcelo Rocha na bateria, Emerson Barcos no baixo, Rinaldo Zupelli e Theo nas guitarras. Tendo entrado Alexandre Lofiego nos teclados e Neno Fernando nos vocais após algum tempo da retomada da banda. Hoje a banda está terminando seu novo trabalho, e como não podia ser diferente, com dificuldades a serem superadas, preparam o lançamento de um CD.

Curiosidades

 

O ponto máximo da carreira do Portrait foi vivido no dia 12 de Agosto de 1998, quando tiveram a oportunidade de abrir o show da banda alemã Blind Guardian que faziam uma turnê pelo Brasil, no Olímpia em São Paulo. A banda obteve grande êxito neste show, mostrando para todos o grande trabalho e potencial que possui.

Integrantes

Rinaldo Zupelli - Guitarra

Theo Lima - Guitarra

Alexandre Lofiego - Teclado

Neno Fernando - Vocal

Marcelo Rocha - Bateria

Emerson Barcos - Baixo

 

Ex-membros 

 

Bleno Jr - Baixo

Fábio - Bateria

Sérgio "Stan" - Vocal

Marcelo "Moss" - Vocal

Adriano Gandolfi - Baixo

Ronaldo "Bodão" - Teclado

José Cardillo teclado

Gilberto Bressan Jr - Guitarra

Gustavo Monsanto - Vocal

Cris - Vocal

 

Discografia

Demos 

 

1990 - First Art - Link

1994 - To Remember Someday - Link

EP 

1998 - Voices (EP) - Link

Coletâneas 

1997 – Underguide Garimpo – To Remember Someday - Link

2000 – Return to the Mountain King – A Tribute to Savatage - Link

                                                                                                                                Videos

 
 
 
 
 

SIGA nossas redes

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram

© 2018-2019 | GeraRock® - Todos os direitos reservados